PRIMÍCIAS são os primeiros frutos, a prioridade que honra (Provérbios 3:9) e tem que ser dada (Deuteronômio 18:4)

A PRIMÍCIA tem que ser trazida independente da situação que a pessoa esteja passando, pois PRIMÍCIAS é questão de HONRA. (Números 13:20) “Também como é a terra, se fértil ou estéril; se nela há árvores, ou não; e esforçai-vos, e tomai do fruto da terra.

E eram aqueles dias os dias das primícias das uvas”. Deus se agrada das PRIMÍCIAS como se agradou daquelas que Abel lhe trouxe (Gn 4:4), mas não se agradou de Caim (Gn 4:5), já que ele trouxe quando sobrou (Gn 4:3) “Ao cabo de dias…”. O filho primogênito é a PRIMÍCIA do pai (Gn 49:3), considerado a força, a representação do pai, aquele que é respeitado pelos irmãos. Jesus foi a PRIMÍCIA de Deus – o melhor, a honra de Deus foi dada a sua Igreja: O Primogênito.

Toda PRIMÍCIA deve ser trazida à Igreja (Casa do Senhor) (Êxodo 23:19, 34:26; Neemias 10:35). A PRIMÍCIA deve ser entregue somente ao sacerdote principal (A cobertura do Ministério) e não aos sacerdotes que o auxiliam (Levíticos 23:10).

Se você entregar alguma PRIMÍCIA a um sacerdote que não seja sua cobertura máxima, não é PRIMÍCIA e sim uma oferta e neste caso não haverá o cumprimento da Palavra de Deus em questão a honra.

A PRIMÍCIA não é o DÍZIMO, eles são diferentes um do outro e têm conseqüências diferentes, assim como o DÍZIMO é uma ordenança, a PRIMÍCIA também é (2 Crônicas 31:5) “E, depois que se divulgou esta ORDEM, os filhos de Israel trouxeram muitas PRIMÍCIAS de trigo, mosto, azeite, mel, e de todo o produto do campo; também os DÍZIMOS de tudo trouxeram em abundância” Uma coisa é a PRIMÍCIA, outra é o DÍZIMO e a outra é OFERTA (Neemias 12:44) e Deus requer OFERTAS e PRIMÍCIAS (Ezequiel 20:40; Neemias 10:37). As PRIMÍCIAS santifica (abençoa) toda a produção (salário) (Romanos 11:16) “E, se as primícias são santas, também a massa o é; se a raiz é santa, também os ramos o são”.

Se as PRIMÍCIAS são santas, ou seja, separadas para Deus, logo todo o restante do que eu conquistei se torna abençoado e rende mais, pois é quebrada qualquer maldição da produção. Lembrando que o DÍZIMO nos protege de um principado chamado DEVORADOR e somente Deus pode repreendê-lo (Malaquias 3:11). Não é oração e nem jejum, mas a atitude de devolver o DÍZIMO que é de Deus. É tão importante o fator PRIMÍCIAS para Deus, que Jesus ressuscitou dentre os mortos sendo assim chamado de PRIMÍCIAS dos que dormem (1 Coríntios 15:20 e 23).

A cobertura do ministério, no caso os apóstolos da IAVC, recebem as PRIMÍCIAS de todos os discípulos (Sacerdotes, Dozes, Líderes e todos os discípulos da igreja). Porém os sacerdotes das filiais estão autorizados e abençoados pelos apóstolos a recebem as PRIMÍCIAS dos discípulos da igreja local, já que as mesmas são dos apóstolos.

Tudo o que os sacerdotes das filiais receberem, separará as PRIMÍCIAS e os DÍZIMOS e enviarão para os apóstolos (cobertura geral). Você pode abençoar o seu líder com uma oferta, mas saiba que não será a PRIMÍCIA que a Bíblia aqui nos ensina. Se não há honra na cobertura geral designada por Deus, não há validade nas demais coberturas.

As PRIMÍCIAS são frutos daqueles que estão debaixo da cobertura e que querem honrar a Deus honrando aquele que é o enviado de Deus para responder ao Senhor sobre as vidas que estão debaixo de sua cobertura. Cada atitude define um nível de aliança e a Palavra de Deus nos ensina que cada nível de honra gera uma conseqüência, a lei da semeadura (Gálaras 6:7). Vejamos o que acontece com a fidelidade nos exemplos abaixo:

1- As PRIMÍCIAS atraem as BENÇÃOS SOBRE O NOSSO LAR (Ezequiel 44:30);

2-    Os DÍZIMOS atraem a PROTEÇÃO DO PRÓPRIO DEUS CONTRA O DEVORADOR (Malaquias 3:8 a 12);

3.    As OFERTAS atraem uma COLHEITA PROPORCIONAL A OFERTADA (2 Coríntios 9:6 a 8 e Mateus 13:8);

4.   O COOPERADOR libera a FECUNDIDADE EM SUA VIDA (a não esterilidade) (Ageu 1:2 a 11 e 14, 2:4, 8 e 19).

Jamais devemos ficar cobrando o que fazem com nossas OFERTAS, pois fazemos por fidelidade (2 Reis 12:15)“Também não pediam contas aos homens em cujas mãos entregavam aquele dinheiro, para o dar aos que faziam a obra, porque procediam com fidelidade”. Que procedimento que faziam com fidelidade? Ora, a entrega das OFERTAS, que nesse caso são alçadas (levantadas) para investimento do templo de Deus.

O questionamento do destino do dinheiro é dúvida, ou seja, é fruto da não confiabilidade nas promessas de Deus para a sua atitude. Ora, se Deus registrou na Bíblia que devemos fazer… Façamos com alegria. Como vimos em 2 Crônicas 31:5, assim como os DÍZIMOS, as PRIMÍCIAS é uma ORDEM de Deus e não um pedido. É uma SANTA CONVOCAÇÃO (Números 28:26). Como eu calculo as PRIMÍCIAS e os DÍZIMOS? As PRIMÍCIAS é você pegar o valor de sua produção (salário ou qualquer valor que você obteve) e dividi por 30 dias.

O valor de um dia é a PRIMÍCIA. O DÍZIMO é 10% do valor de sua produção. Quando falamos de produção devemos ter ciência que é tudo o que o campo produz, hoje em dia, a nossa fonte de renda e tem que ser do valor bruto, pois nos tempos bíblicos a fazenda produzia e era tirado a PRIMÍCIA e o DÍZIMO de toda a novidade (produção) do campo e só depois pagavam sua contas e retiravam para re-investimento. A fidelidade é retirar do salário bruto e não do líquido, pois os descontos que temos nos holerites são somente uma facilidade de garantia que haverá pagamento do INSS, vale transporte, empréstimos, impostos e outros. Logo a nossa produção é o nosso recebimento bruto e só depois, nós pagamos as nossas dívidas seculares. A PRIMÍCIA não é um modismo do presente século, mas uma ordenança Bíblica aos judeus e a Igreja. Até hoje todos os judeus são extremamente fiéis aos DÍZIMOS e PRIMÍCIAS, sendo que as PRIMÍCIAS eles entregam nas mãos do Sumo-Sacerdote (ou Rabino).como ganhar dinheiro